CAPTAÇÃO

CAPTAÇÃO DE DOADORES

A Captação de doadores é uma atividade voltada ao desenvolvimento de programas e campanhas que objetivam conscientizar a população quanto à importância da doação de sangue.
O trabalho volta-se não apenas para assegurar a quantidade necessária de doadores, mas também para aprimorar o perfil das doações, garantindo a elevação do padrão de qualidade do sangue coletado e transfundido.
A captação de doadores é extensiva a todos os segmentos sociais, podendo ser realizada em hospitais e clínicas, forças armadas, escolas, empresas, clubes de serviços, associações, secretarias de saúde, igrejas, veículos de comunicação e outros, utilizando-se de técnicas como reuniões, palestras, cursos, campanhas e gincanas.
A maior ferramenta de trabalho na captação é a comunicação social que deve ser clara, simples e objetiva. Busca o objetivo final que é ter sangue com qualidade e quantidade suficiente para o atendimento dos hospitais e clínicas.
No HEMOSC, o Setor de Captação está vinculado à área técnica, coordenado por profissionais de Serviço Social. Tem como programas básicos os seguintes:

  • Captação Hospitalar;
  • Coletas Externas com unidade móvel;
  • Convocação de Doadores;
  • Projeto Escola;
  • Projeto Empresa Solidária;
  • Comunicação e Marketing.

Todos estes programas têm como filosofia a busca constante de doadores voluntários e altruístas e que compreendam a doação de sangue como uma atitude de solidariedade, cidadania, de responsabilidade pessoal e coletiva e de preservação da vida humana.
O Setor de Captação, no decorrer dos últimos 20 anos, com a realização de inúmeras atividades, vem transformando o perfil das doações de sangue, que historicamente tem sido acompanhada de mitos, preconceitos e tabus. Mesmo com todas as facilidades de informação e comunicação da atualidade, ainda existe muito folclore, gerando desconhecimento e equívocos sobre a doação de sangue.
Por outro lado, a história da doação de sangue, está ligada as grandes guerras mundiais que contribuíram para a expansão dos serviços hemoterápicos. Sabe-se que nos países mais desenvolvidos a doação espontânea responde a quase totalidade das doações de sangue.
No Brasil, muito ainda deve ser feito para mobilizar mais pessoas a realizarem doações de sangue habituais, bem como sensibilizá-las para o cuidado com a sua saúde, objetivando o fornecimento de transfusões seguras.
Há poucos anos, a grande maioria das doações, cerca de 95%, eram realizadas por familiares de pacientes internados em unidades hospitalares, as quais chamamos de doações vinculadas. Doava-se apenas quando alguém estava necessitando.
Com a padronização das atividades da Captação de Doadores, nossa cultura vem se transformando gradativamente, fazendo com que as doações espontâneas e altruístas superem as vinculadas. Atualmente, o Hemosc conta com a participação de aproximadamente 70% de doações espontâneas em todo o Estado.
O doador espontâneo, habitual e responsável é o principal alvo da Captação de Doadores, pois ele, consciente das necessidades e demanda, bem como das rotinas estabelecidas, vem colaborando com a manutenção dos estoques de sangue do Hemosc.

Todos podem participar!
Se você não pode ser um Doador, seja um Captador!


 
Facebook Hemosc